Muitas mulheres se tornaram ícones e exemplos a serem seguidos, mas uma delas se destaca: Maria, a mãe de Jesus. Em especial nesse Ano Mariano, vivido pela Igreja católica no Brasil, é forte o convite a contemplar a vida de Maria que é um grande exemplo de mulher a ser seguido.

Maria como mulher, mãe e esposa ensina muito, começando pela fidelidade. Ela foi fiel e toda mulher precisa ser fiel àquilo que Deus tem dado para ela. Maria foi aquela que cuidou de Jesus na sua totalidade de mãe, que doou-se, que amou e que zelou pelo filho. Isso ensina muito às mães no tempo de hoje. A mulher precisa aprender a se colocar no tempo de Deus. É preciso olharmos para as virtudes da Virgem Maria, para que possamos ser humildes, ter confiança, pureza, simplicidade e humildade.

Virtudes de Maria

Maria foi uma mulher plena e cheia de virtudes, mas que quatro se destacam: a obediência, a humildade, a fé e a pureza.

Ela foi obediente ao plano da salvação e isso fez com que ela permanecesse em pé diante do projeto de Deus. A humildade como outra virtude é o que de mais belo Maria traz, porque ela sempre soube seu papel e quem ela era, ela também sabia que era totalmente dependente e que sua dependência de Deus, dentro do plano de salvação, fazia com que realmente tudo acontecesse na vontade Dele; Maria também foi fiel à sua verdade, pois tinha consciência que era humana e fraca, porque passou por sofrimentos e dores, mas não perdeu a , que foi o seu sustento diante de todas as dificuldades.

Reflexo de Maria nos dias atuais

Apesar de ter vivido a mais de dois mil anos atrás, tais virtudes de Nossa Senhora ainda refletem na vida de mulheres nos dias atuais. Maria nos ensina ser batalhadores diante de tantas lutas e sofrimentos.

Maria, com toda sua singeleza, tinha uma fortaleza interior inigualável. Essa força vinha do seu relacionamento com Deus. É essa fortaleza que somos chamados a buscar em uma sociedade em que os valores estão cada vez mais invertidos. Maria é aquela que tem um olhar de esperança diante da dor e do sofrimento. Ela nunca perde a confiança, porque sabe em quem colocou a sua. Por isso, todas as mulheres são chamadas a ser sinal da esperança e da fortaleza que vem de Deus.

Valor da maternidade

Além de ser a escolhida por Deus para conceber Jesus e dar luz à Vida, não se deve esquecer que Nossa Senhora também foi filha, irmã, dona de casa, esposa, mulher e por fim, mãe, e como tal, ela passa o verdadeiro valor da dignidade da maternidade.

Nossa Senhora se doou por inteira a Jesus, ou seja, acompanhou os passos do filho. Até o último momento Maria esteva com Ele. Vemos muitas mães que deixam os filhos à mercê da educação das pessoas, e não estão ali presentes, ensinando, acompanhando. Mãe é estar presente.

O que fazer para ser como Maria? Não existe uma receita como regra, mas existe uma verdade principal com a qual a mulher pode se aproximar da Virgem: estar à disposição de Deus. O que se deve fazer para ser como Maria é estar à disposição de Deus e permitir que Ele realize Seu plano.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here